sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Fora de portas

São a tecnologia de ponta para os leitores compulsivos. Permitem devorar em qualquer lugar milhares de livros descarregados da Internet.

Para quem quer ler Os Maias sem pagar por eles, os dispositivos dedicados de leitura de livros electrónicos são a melhor alternativa.

São o correspondente literário dos leitores de mp3.

Os leitores de ebooks são pequenos computadores, com ecrãs do tamanho de um livro de bolso. Os mais recentes utilizam a tinta electrónica, ou e-ink.

A tinta electrónica é um material proprietário da E Ink Corporation. É composta por milhões de microcápsulas negras e brancas que formam letras ou imagens, consoante lhes é aplicada uma carga eléctrica positiva ou negativa através de um circuito embutido numa placa de plástico.

A tinta electrónica dá a estes dispositivos uma grande eficiência energética pois podem manter-se ligados durante semanas sem necessidade de recargas.

O ecrã apenas consome energia quando é virada uma página. Por este motivo, tornam-se mais indicados para a leitura do que os PDA ou os telemóveis inteligentes.

Como contra, têm o facto de não ser possível utilizá-los no escuro.

Entre os principais dispositivos de leitura de livros electrónicos destacam-se:

O Kindle da Amazon


O Cybook da Bookeen


O Sony PRS-505 da Sony


O iLiad da iRex


São já populares nos Estados Unidos e na Ásia e os seus preços variam entre os 200 e os 700 dólares.

De um modo geral, são vendidos apenas pela internet e estão ainda longe da comercialização massificada.

Não perca os capítulos que se seguem...

2 comentários:

Raffaello disse...

Sim, são boas alternativas para se ler ser necessidade de um pc. Agora fala-nos de modos de leitura em pcs. :P

Alessandro Martins disse...

Opa. Já virou referência. Assinei o feed, meu caro. Abraços!