domingo, 4 de janeiro de 2009

Sony PRS 700

Fabricante: Sony
Data de lançamento: Outubro de 2008
Menus de navegação: Em Inglês
Ficheiros suportados: PDF, TXT, RTF, LRF, LRX, ePUB, MP3, AAC, JPG, GIF, PNG, BMP, DOC
Preço: cerca de 400 dólares / 285 euros (Janeiro de 2009)
Disponibilidade: sítio da Sony e outros revendedores

O Sony PRS 700 é uma actualização do Sony PRS 505.

O conceito continua o mesmo mas com algumas novidades.

O novo modelo, assente na tecnologia E-ink Vizplex como o seu antecessor, possui agora um ecrã sensível ao toque. É possível dar instruções ao aparelho com os dedos ou com uma caneta. Deixa de ser necessário carregar em botões para virar as páginas, seleccionar livros ou modificar o tamanho da letra.

Mas mais importante: com o novo monitor sensível ao toque é possível introduzir texto em caixas de pesquisa. Torna-se, assim, fácil localizar dentro de um livro uma citação ou palavra em especial.

Passando o dedo por cima de uma frase, esta fica sublinhada. É também possível acrescentar notas pessoais de texto, usando um teclado virtual, sem botões, directamente no monitor do dispositivo.

Outra novidade: o Sony PRS 700 vem integrado com luzes LED laterais para que seja possível ler no escuro.

Alguns utilizadores relatam uma diminuição no contraste neste novo modelo.

A Sony, à semelhança do que aconteceu com o modelo anterior, continua a vender directamente apenas para os Estados Unidos da América.

Ricardo F. Diogo:
O design do Sony PRS 700 é mais atraente que o do PRS 505. Se já o modelo anterior era do meu agrado, o novo tem tudo aquilo que considero fundamental para ler confortavelmente livros-e.

A possibilidade de sublinhar frases e palavras é uma das maiores mais-valias deste novo dispositivo. É habitual os leitores de livros em papel sublinharem as suas passagens preferidas. Nos livros técnicos, também é comum sublinhar-se frases ou parágrafos fundamentais para o estudo. Esta nova funcionalidade vai ao encontro dessas necessidades.

O dispositivo, à semelhança do seu antecessor, continua a suportar o formato ePub que se tornará, previsivelmente, o formato-padrão para livros-e no futuro.

Não considero as luzes LED laterais algo de fundamental. Embora fossem muito solicitadas pelos utilizadores do dispositivo anterior, pessoalmente, julgo que só serve para gastar bateria. Uma LED exterior grátis seria suficiente.

Todavia, continuo zangado com a Sony. A Sony-EUA e a Sony-Europa continuam a funcionar de modo tão desarticulado que o continente europeu não tem ainda acesso directo ao dispositivo.

É no entanto, possível comprar o aparelho a partir do eBay (para compradores mais afoitos) ou do B & H (para compradores mais tradicionais).

No entanto, as períodos de garantia continuam a ser limitados e/ou as garantias não cobrem outros países para além dos EUA.

Uma vez que o modelo anterior, o Sony PRS 505, foi lançado há muito pouco tempo na Europa, não é expectável que o Sony PRS 700 esteja à venda no Velho Continente tão depressa.

Ver: Vídeos no Youtube (em Inglês, em Castelhano)

2 comentários:

Anónimo disse...

Eu uso o Sony PRS 700 para leitura de textos técnicos. Existe alguma forma de converter as anotações do texto que fiz durante a leitura em arquivo que possa ser lido no computador?

Adoa disse...

Tive uma surpresa agora!
Conheço-o do Facebook e estava à procura deste dispositivo de leitura da Sony. Estou com vontade de o importar dos EUA!

Este e-book reader é bem melhor que o outro, o 505.